4 ações para ter maior controle de ruptura no varejo

4 ações para ter maior controle de ruptura no varejo

A ruptura – ou falta de mercadorias na gôndola – é um problema corriqueiro em boa parte dos pontos de venda. Mas não deveria. O controle de ruptura é um desafio constante para o setor varejista, e pode ser alcançado com a implantação de quatro ações importantes, como por exemplo a automatização da gestão de trade marketing e novas técnicas de reposição.

Vale lembrar que as consequências da ruptura podem ser desastrosas: o consumidor adia a compra, substitui o produto por outro semelhante ou, pior, vai para o concorrente. Isso significa perda de venda, prejuízo à imagem do PDV e dificuldade na fidelização dos clientes. E, em tempos de crise, isso é ainda mais grave.

LEIA TAMBÉM: Como evitar a ruptura

A ruptura pode ser causada em qualquer parte da cadeia de distribuição: desde o fornecimento da matéria-prima até o reabastecimento na gôndola. Mas, muitas vezes, o descontrole é tamanho que nem se consegue identificar a origem do problema. Estima-se que a ruptura seja responsável pela perda de 4,9% do valor do faturamento no varejo, segundo índice da Neogrid-Nielsen.

Para resolver a questão, o varejista precisa conhecer quais as causas do problema em sua loja a fim de planejar as atitudes corretivas. Para ajudar no controle de ruptura, listamos quatro medidas importantes para implantar agora.

1- Rever o sortimento da loja

Cada PDV tem suas peculiaridades. É necessário, portanto, conhecer os hábitos de seus consumidores para planejar um sortimento bem assertivo, levando em consideração aspectos como flutuações de demanda, espaço físico, investimento em estoque, entre outros.

VEJA MAIS: Como definir o mix ideal de produtos

2- Adotar novas técnicas de reposição

Pesquisa da Neogrid estima que 40% da ruptura no varejo ocorra por falhas na reposição ou por problemas de entrega dos itens. Portanto, é preciso incluir no planejamento a implantação de ações de trabalho que proporcionem a reposição de produtos nas gôndolas no menor espaço de tempo possível. Portanto, identifique as falhas nos processos e estude como tornar o reabastecimento mais eficiente em cada ponto de venda.

3- Implantar sistemas eletrônicos de controle

É muito difícil medir e controlar a ruptura de forma manual. Por isso, a implementação de sistemas de controle de rupturas é essencial para melhorar a performance. Existem no mercado softwares de gestão de trade marketing para celulares e tablets, como por exemplo o desenvolvido pela Trade Force. O aplicativo diminui a ruptura de forma considerável, já que os promotores em campo fazem todo o trabalho com apenas alguns cliques, e os gestores recebem as informações do PDV em tempo real.

4- Realizar auditorias e inventários periodicamente

Se você tiver um sistema de controle de ruptura automatizado, a parte de auditorias e inventários também ficará muito mais precisa e rápida, já que a contabilização de mercadorias será feita eletronicamente. Sendo assim, é só estabelecer uma periodicidade, analisar os dados coletados em campo, identificar as falhas e tomar as ações necessárias para corrigi-las.

LEIA TAMBÉM: Aplicativo para celular melhora gestão do PDV

Deixe um comentário

Your email address will not be published.