5 tópicos essenciais para fazer um bom planejamento estratégico de trade marketing

5 tópicos essenciais para fazer um bom planejamento estratégico de trade marketing

O ano já está chegando ao fim e muitas empresas estão correndo para concluir o planejamento estratégico de trade marketing para 2016. Em tempos de crise, é importante pensar em todas as ações da rotina do setor e também em como cortar custos e investir em projetos que efetivamente irão gerar algum retorno financeiro.

É claro que todo gestor de trade marketing está analisando como melhorar o posicionamento nos canais de venda, quais são as ações promocionais e os materiais de merchandising mais adequados, como aumentar o ticket médio e como fortalecer a marca no mercado. Mas, além disso, é preciso estar atento a outras questões referentes ao planejamento estratégico. Por isso, listamos cinco tópicos que devem ser pensados e repensados nesta etapa do projeto. Confira.

  1. Faça o levantamento detalhado do cenário

Saber em detalhes e com propriedade como está o cenário atual e aonde se quer chegar é essencial na elaboração da estratégia. Veja como a concorrência está posicionada, avalie o comportamento de compra e consumo, reveja as metas corporativas e, então, comece efetivamente o planejamento estratégico do próximo ano.

  1. Reúna a equipe para agrupar ideias

Nada melhor do que conversar com quem está em campo para conhecer mais a fundo a realidade do dia a dia. Desta forma, por que não reunir membros de toda a equipe para levantar ideias para implementação no próximo ano? Ouça com atenção e tire o melhor da contribuição de cada um.

  1. Verifique como medir os resultados das ações

Não adianta nada implantar novas ações e projetos e não medir sua eficiência. Portanto, deve haver foco extremo na medição de resultados, para analisar com assertividade os índices alcançados e identificar as falhas nos processos.

  1. Use a tecnologia a seu favor

Quem atua na gestão de trade marketing pode – e deve – incluir no planejamento estratégico o uso de ferramentas tecnológicas que contribuam para a redução de custos e aumento das vendas. Coletar informações eletronicamente no ponto de venda significa controlar ruptura, evitar estoque virtual, analisar a concorrência e monitorar de perto as equipes em campo. E tudo isso se traduz em rentabilidade.

  1. Tenha sempre um plano “B”

Para que o planejamento tenha sucesso é necessário também prever os riscos de mercado, tais como conjuntura econômica, mudanças corporativas, problemas com fornecedores, dificuldades de execução dos projetos e outros obstáculos que possam surgir durante o ano. Desta forma, é sempre importante ter um plano “B”, com ações de alto impacto e fáceis de implementar, caso algo saia fora do que foi previsto.

VEJA TAMBÉM: O jeito mais prático de checar visitas dos promotores ao PDV

Comentários (2)

  • Angelice Reply

    Boa tarde, Rodrigo! Muito bom o post! Qual bibliografia você indica para me aprofundar neste tema?

    07/05/2017 at 15:25
    • Trade Force Reply

      Olá Angelice, obrigado pelo seu comentário. Neste eBook que publicamos você pode encontrar bastante informação sobre o tema, é só fazer o cadastro e receber grátis no seu e-mail. O link para baixar é este aqui: http://ebook_tradeforce.gr8.com

      Obrigado mais uma vez. 🙂

      22/05/2017 at 12:52

Deixe um comentário

Your email address will not be published.