Como definir o mix ideal de produtos

Como definir o mix ideal de produtos

Você já imaginou se todos os produtos que existem no mundo estivessem à venda em um único local? Impossível, né? Desta forma, varejistas e comerciantes precisam definir o mix ideal de itens que vão compor a sua loja. Mas, entre tantas opções, como escolher quais são realmente importantes para o consumidor? Essa não é uma tarefa nada fácil, haja vista a diversidade de artigos disponíveis no mercado e o volume de lançamentos que aparece a cada semana.

Para encontrar o sortimento que melhor atenda às necessidades de seu público, varejistas costumam fazer um estudo primoroso, levando em consideração fatores como o perfil do shopper, o espaço físico disponível e a árvore de decisão de compra de cada categoria.

Isso significa que, para definir o mix de produtos, deve-se realizar antes uma pesquisa consistente, a fim de conhecer muito bem a região de atuação e a clientela. É preciso olhar a partir da ótica do shopper, entender a fundo o seu comportamento, saber, por exemplo, se as consumidoras daquele PDV levam para casa shampoos mais em conta ou dão preferência para marcas mais premium.

O espaço certo para cada produto

Sem um estudo do mix ideal, é comum o varejo perder espaço nas gôndolas com itens de baixo giro, ao mesmo tempo que mercadorias importantes ficam de fora ou são subaproveitadas. Sendo assim, na prática, muitas vezes é preciso retirar um tipo de produto da prateleira para dar lugar a outro que venda mais, e estava de fora por falta de espaço ou por desconhecimento do comportamento do shopper.

Portanto, saber o que o cliente gosta e quer comprar é essencial para adequar o sortimento. Assim, o varejista terá mais chances de aumentar o volume de vendas e minimizar os prejuízos de um estoque encalhado.

Mas é preciso ter em mente que não basta ter um mix ideal para vender mais. A organização do PDV também é fundamental. A gôndola deve estar arrumada para que o shopper encontre tudo de forma prática e rápida: cada mercadoria no seu devido lugar, bem exposta, com precificação e sem ruptura. Assim, será mais garantido atingir os resultados de performance e lucratividade.

LEIA MAIS:
5 dicas para ter um PDV mais atrativo
O que é ponto extra

 

Deixe um comentário

Your email address will not be published.