Hortifrúti: um segmento para acompanhar de perto

Hortifrúti: um segmento para acompanhar de perto

Quando falamos de varejo e vendas, é importante estar sempre atento a todos os segmentos para saber aproveitar as oportunidades de mercado. Ao pensar nas mudanças nos hábitos de consumo da população em geral, que dá mais valor a produtos e alimentos naturais, o setor de hortifrúti ganha força.

Sendo o setor hortifrúti composto por frutas e verduras, basicamente, este também tende a crescer, já que são o mais claro exemplo de alimentos saudáveis. É pouco provável encontrar uma boa dieta recomendada pelos nutricionistas que não contenha em sua grande maioria produtos vindos de hortifrúti.

Estes hábitos saudáveis estão cada vez mais presentes graças à nova geração de consumidores, os chamados millennials – jovens entre 18 e 34 anos de idade –, que se preocupam cada vez mais com o bem-estar e qualidade de vida. Prova disso é também a ascensão do mercado vegano – baseado em produtos sem origem animal –, que cresce em média 40% ao ano somente aqui no Brasil.

Como alavancar o setor hortifrúti?

Dentro dos supermercados, o segmento hortifrúti representa cerca de 10% das vendas totais, de acordo com a Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC). Portanto, tomar um cuidado especial com esta área é uma ótima maneira de manter o faturamento em alta.

Uma prática já comum dentro das grandes redes é fixar um dia da semana no qual as promoções são voltadas ao setor e, desta maneira, o consumidor já vai ao supermercado sabendo que encontrará preços atrativos entre os legumes, frutas e verduras.

Tratando-se de produtos mais sensíveis, é importante também tomar diversas precauções para tornar o setor de hortifrúti especial. As boas práticas devem aparecer desde a armazenagem, corte, preservação até a exposição. Seguidas à risca, certamente deixarão o cliente mais satisfeito na hora da compra.

A exposição dos produtos também é outro fator de extrema importância. Lembre-se que as pessoas primeiro comem com os olhos! Portanto, frutas, legumes e verduras precisam estar organizados, com aspecto de limpeza, tirando da gôndola aqueles itens já “passados”. A precificação também é muito importante, logo, se possível, coloque no PDV todo material de merchandising necessário para atrair o consumidor para a compra.

Já quanto às perspectivas de mercado, as estimativas atuais indicam que a safra de verão de 2018 será promissora, principalmente para as hortaliças, de acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). Uma ótima notícia para o varejista com relação ao preço de custo dos produtos.

Sabendo disso, é importante dar a devida importância ao segmento de hortifrúti dentro do varejo, aproveitando todo o potencial do setor para expandi-lo cada vez mais e gerar maior lucratividade para a loja!

Gostou do artigo? Continue no blog, deixe seu comentário e compartilhe em suas redes sociais! Obrigado e até a próxima!

Deixe um comentário

Your email address will not be published.