Varejo de vizinhança está em expansão no Brasil

Varejo de vizinhança está em expansão no Brasil

Com um consumidor apressado e com menos tempo, a comodidade e a proximidade são características cada vez mais apreciadas nos grandes centros urbanos. Com isso, o chamado varejo de vizinhança ganha mais espaço no Brasil, tornando-se uma opção rápida e conveniente de compra.

Um estudo da Kantar Worldpanel envolvendo mais de 41 mil domicílios em dez países da América Latina, inclusive o Brasil, mostrou que 68% dos latinos optam por fazer suas compras perto de casa. São consumidores que frequentam lojas perto de casa ou do trabalho e que apreciam um atendimento mais personalizado – aquele no qual o caixa sabe o nome de boa parte dos clientes.

Outro ponto importante valorizado pelo shopper que opta pelo “mercadinho” de bairro é o tamanho reduzido da loja, que agiliza a compra, mesmo tendo que pagar cerca de 3% a mais pelos itens.

Hoje, ao invés das grandes “despesas” nos hipermercados, o consumidor procura realizar compras menores e mais frequentes, muitas vezes apenas para a reposição de alguns produtos, afinal ele não quer perder tempo para estacionar, percorrer todas as gôndolas, enfrentar uma fila enorme nos caixas para levar somente dois litros de leite.

VEJA TAMBÉM: Conheça o aplicativo de trade marketing líder no mercado brasileiro

Varejo de vizinhança: aumento da penetração

Essa preferência do consumidor vai ao encontro do aumento da penetração das lojas de vizinhança no mercado brasileiro. Segundo uma pesquisa realizada pela Nielsen, os canais de proximidade foram responsáveis por 48% do crescimento do setor supermercadista em 2015.
Ao longo dos anos, grandes redes varejistas, como Walmart, Carrefour e Grupo Pão de Açúcar (GPA), ampliaram o número de lojas neste formato mais compacto – que vendem uma média de dois mil a quatro mil itens.

LEIA MAIS: Como melhorar os resultados de sell-out

O Carrefour Express, por exemplo, inaugurou sua primeira loja de proximidade no Brasil em 2014. Hoje, já possui 32 unidades neste formato, todas em São Paulo. Já o Minuto Pão de Açúcar chegou à marca de 63 lojas neste ano, com atuação nos Estados de São Paulo e de Pernambuco. O Minimercado Extra, também do GPA, conta com mais de 260 lojas deste tipo no país.

Apesar de ainda ser considerado um canal em desenvolvimento, o varejo de vizinhança já representa cerca de 2% em valor relativo ao total de canais, ainda de acordo com informações fornecidas pela Kantar WorldPanel. E isso tende a crescer mais. Vamos acompanhar!

Deixe um comentário

Your email address will not be published.